Vida de Bolacha

Vida de Bolacha

Siga meu canal no YouTube! There’s an English Version as well.
Vida de Bolacha from Bruno Vellutini on Vimeo | English version

Descrição

O “Vida de Bolacha” retrata o ciclo de vida da bolacha-do-mar Clypeaster subdepressus e faz parte do meu projeto de mestrado pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. O artigo com a descrição formal foi publicado em 2010, veja aqui.

Coletamos os adultos em fundos arenosos do Canal de São Sebastião (São Sebastião, SP, Brasil) e os induzimos a liberarem seus gametas (óvulos e espermatozóides). Fizemos a fecundação in vitro e acompanhamos o desenvolvimento dos embriões no laboratório, sob microscopia de luz. Os embriões tornam-se larvas natantes, com cerca de 0,2 mm, que alimentamos com microalgas até sua metamorfose. Uma pequena bolacha-do-mar cresce dentro da larva. Quando os minúsculos pés e espinhos estão formados a larva afunda e sofre a metamorfose. O filhote de bolacha-do-mar reabsorve os tecidos larvais e passa a explorar seu novo habitat, entre os grãos de areia.

Os números no canto superior direito mostram quanto a cena foi acelerada.

Fizemos todas as filmagens no Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo (CEBIMar-USP), localizado em São Sebastião, SP, Brasil, litoral norte do estado de São Paulo. http://www.usp.br/cbm

Online desde novembro de 2008

Trilha sonora

Baixe a trilha sonora do Vida de Bolacha no site da netlabel aerotone. http://tinyurl.com/MyFirstTrumpet-Frerk

Licença

Este vídeo está sob uma licença Creative Commons by-nc-sa.
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.5/br/

Download

Leia os termos de uso e faça o download do vídeo (formato AVI ~76mb) no endereço:

Compartilhe

Vida de Bolacha
Jovem pós-metamórfico

Se você tem um site, blog ou participa de redes sociais você pode ajudar a divulgar o vídeo colocando-o na sua página, fazendo sua avaliação ou deixando comentários através dos seguintes serviços de vídeo:

Obrigado por assistir!

77 respostas para “Vida de Bolacha”

  1. Olá, Organelas!

    Parabéns pelo vídeo! Ficou lindo. Eu não sou da área de biologia, sou jornalista, mas fiquei sabendo do seu vídeo durante uma conversa com amigos da pós. Sua amiga Helena que estuda comigo falou maravilhas do vídeo, então fiquei curiosa para assistir. Adorei!

  2. Já nem sei mais há quanto tempo eu estou rodando pelas imagens, vídeos, blogs e tudo que vc tem no seu site.. achei fenomenal!

  3. Ae, Nelas, ficou ótimo o vídeo. Acho que eu já tinha visto algumas partes antes lá em embriomol, mas a montagem completa ficou show, e especialmente com a música. Super atrativo e informativo, certeza de que esse vídeo vale mais do que milhões de palavras em termos de divulgação científica (já mostrei pra uns não-biólogos que adoraram)!
    Abraço

  4. Muito bão, Mr. Nelas, profissa o negócio, cara!! Suas bolachas deixaram qualquer trakinas por aí no chinelo!! kkkkkk
    Abraços, e parabéns

  5. Trabalho simplesmente maravilhoso, nós biólogos ficamos muito orgulhosos em saber que trabalhos de tamanha complexidade seja feito e divulgado de uma forma muito franca e criativa, parabéns.

  6. ACHO QUE ESTOU EM OUTRO MUNDO. . .
    Como um trabalho de tamanha complexidade é feito e divulgado de uma forma tão clara e criativa? Porque os demais mestrados não fazem o mesmo? Cara… Fiquei arrepiado com essa maravilha esplêndida, muito, mas muito sucesso mesmo e espero poder ver outros trabalhos iguais a esse. Forte abraço e tudo de bom…

  7. Ola Bruno!!

    Valeu apena cada mergulho nosso, nos dias de água escura ou clara para coleta dos
    pais das bolachinhas..rsss…Belo trabalho…Parabéns.

    Zeilto.

  8. Belíssimo! Fiquei emocionada ao ver o vídeo. Parabéns pelo trabalho. Com certeza divulgarei e usarei com meus alunos.
    Luciana

  9. Perfeito, sempre exibo seu vídeo as minhas turmas da disciplina de biologia marinha da ufal. parabens!

Deixe um comentário